A Jornada de um Escravo Fugitivo

Frederick Douglass

Uma jornada necessária publicada em 1845

Frederick Douglass nasceu como escravo sob o nome de Frederick Augustus Washington Bailey, perto de Easton, no condado de Talbot, Maryland. Ele não tinha certeza do ano exato de seu nascimento, mas sabia ser 1817 ou 1818. Ainda menino, foi enviado a Baltimore, para servir dentro de uma casa, onde ele aprendeu a ler e a escrever com a ajuda da esposa de seu senhor. Em 1838, Frederick escapou da escravidão e foi para a cidade de Nova York, onde se casou com Anna Murray, uma mulher negra e livre que ele conhecera em Baltimore. Pouco depois, trocou seu sobrenome para Douglass. Em 1841, ele compareceu a uma convenção na Sociedade Abolicionista de Massachusetts em Nantucket, e impressionou tanto o grupo que eles imediatamente o empregaram como representante. Ele era um palestrante tão impressionante que muitas pessoas duvidavam que algum dia ele fora um escravo; então, ele escreveu sua primeira autobiografia. Durante a Guerra Civil Americana, ele ajudou no recrutamento de homens negros para o 54º e 55º Regimentos de Massachusetts e consistentemente argumentou a favor da libertação dos escravos. Depois da guerra, ele continuou ativo na proteção e garantia dos direitos dos homens livres. Em seus últimos anos, durante épocas diferentes, ele foi secretário do Santo Domingo Comission, marechal e registrador de ações do Distrito de Columbia, e Ministro Estadunidense para o Haiti.

Saiba mais

US$22.34

Uma jornada necessária publicada em 1845

Frederick Douglass nasceu como escravo sob o nome de Frederick Augustus Washington Bailey, perto de Easton, no condado de Talbot, Maryland. Ele não tinha certeza do ano exato de seu nascimento, mas sabia ser 1817 ou 1818. Ainda menino, foi enviado a Baltimore, para servir dentro de uma casa, onde ele aprendeu a ler e a escrever com a ajuda da esposa de seu senhor. Em 1838, Frederick escapou da escravidão e foi para a cidade de Nova York, onde se casou com Anna Murray, uma mulher negra e livre que ele conhecera em Baltimore. Pouco depois, trocou seu sobrenome para Douglass. Em 1841, ele compareceu a uma convenção na Sociedade Abolicionista de Massachusetts em Nantucket, e impressionou tanto o grupo que eles imediatamente o empregaram como representante. Ele era um palestrante tão impressionante que muitas pessoas duvidavam que algum dia ele fora um escravo; então, ele escreveu sua primeira autobiografia. Durante a Guerra Civil Americana, ele ajudou no recrutamento de homens negros para o 54º e 55º Regimentos de Massachusetts e consistentemente argumentou a favor da libertação dos escravos. Depois da guerra, ele continuou ativo na proteção e garantia dos direitos dos homens livres. Em seus últimos anos, durante épocas diferentes, ele foi secretário do Santo Domingo Comission, marechal e registrador de ações do Distrito de Columbia, e Ministro Estadunidense para o Haiti.

Características

Autor: Frederick Douglass
ISBN: 9786588218297
Editora: Editora Wish
Ano de publicação: 2021
Capa: Capa dura
No de páginas: 160
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 23.4 x 15.6

Mais sobre o livro

A história de sua fuga

A obra traz desde a infância de Douglass, sua vida na casa onde servia e sua fuga em busca de liberdade. Título original: Narrative of the life of Frederick Douglass, an American slave.


Diagramação com pôsteres antigos

Em épocas de medo e fúria, diversos pôsteres foram criados ao longo dos estados americanos com convenções, reuniões e protestos abolicionistas. Você conhecerá alguns deles (com tradução) ao longo do livro.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Jornada de um Escravo Fugitivo”