A Síndrome do Gênio da Lâmpada

Leonardo Lourenço

A Síndrome do Gênio da Lâmpada: Como não se tornar prisioneiro dos pedidos dos outros

    Prepare-se para uma incrível viagem para dentro de si mesmo com esta obra que mergulha fundo em áreas tão diversas como neurociência, história, filosofia, literatura e religião. Este livro explica de forma contundente e prática por que nos esforçamos tanto para entregar o que se espera de nós e traz ferramentas para lidar de maneira mais eficaz com essa sina. Traçando um paralelo com a figura do gênio da lâmpada nas mais diferentes versões da lenda do Aladim, são abordados temas complexos sobre a formação de quem somos e de como nos aprisionamos a papéis e expectativas. A fim de indicar caminhos possíveis para a libertação, o autor apresenta casos reais, incluindo personagens curiosos, como a rainha da Inglaterra. Uma coisa é certa: essas histórias irão impactar definitivamente sua vida. Não tenha dúvidas de que este livro é para você!
Saiba mais

US$20.46

A Síndrome do Gênio da Lâmpada: Como não se tornar prisioneiro dos pedidos dos outros

 

 

Prepare-se para uma incrível viagem para dentro de si mesmo com esta obra que mergulha fundo em áreas tão diversas como neurociência, história, filosofia, literatura e religião. Este livro explica de forma contundente e prática por que nos esforçamos tanto para entregar o que se espera de nós e traz ferramentas para lidar de maneira mais eficaz com essa sina. Traçando um paralelo com a figura do gênio da lâmpada nas mais diferentes versões da lenda do Aladim, são abordados temas complexos sobre a formação de quem somos e de como nos aprisionamos a papéis e expectativas.
A fim de indicar caminhos possíveis para a libertação, o autor apresenta casos reais, incluindo personagens curiosos, como a rainha da Inglaterra. Uma coisa é certa: essas histórias irão impactar definitivamente sua vida.
Não tenha dúvidas de que este livro é para você!

Características

Autor: Leonardo Lourenço
ISBN: 978-65-5625-114-1
Editora: Editora Labrador
Ano de publicação: 2021
Capa: Brochura
Subtítulo: Como não se tornar prisioneiro dos pedidos dos outros
No de páginas: 212
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 22.9 x 15.2

Mais sobre o livro

" Como lidar com mais um pedido de satisfação imediata de um filho? Como lidar com um pedido para um tratamento de alívio rápido, mas de potencial efeito deletério no longo prazo? Filhos geralmente não gostam de verduras, gostam de doces. Pacientes frequentemente buscam por soluções rápidas, práticas, fáceis e tendem a não gostar de grandes mudanças em suas próprias vidas. Quanto mais presos em atender às expectativas imediatas (muitas vezes autodestrutivas) dos nossos filhos ou pacientes, menos livres para escolher opções mais benéficas (e por vezes menos agradáveis) para eles. Uma liberdade mais plena de atuação parece não combinar muito com uma preocupação algo egoísta de parecer “bem na fita” instantaneamente. E como investir-se do máximo de liberdade possível (distante da dependência de ser imediatamente bem aceito e reconhecido) sem perder a conexão? Talvez a resposta esteja no Amor. Agir atendendo de forma recorrente expectativas imediatas parece muito mais um artifício para camuflar uma insegurança íntima oculta de não querer desagradar (e de sempre parecer bonzinho) do que propriamente um comportamento amoroso (no sentido mais nobre do termo). Ao injetar Amor (de fato), empatia e compaixão nas nossas relações, deixamos de nos fixar tanto em como seremos avaliados pelos outros e passamos a nos atentar mais em qual escolha ou atitude servirá ao bem maior desse outro. Esse tipo de abordagem torna menos penoso negar um pirulito ao filho ou um calmante deletério a um paciente, já que a compaixão (de fato) passa a permear a escolha e não mais o medo de não ser aceito. Conforta-me mais atualmente a prescrição de um tratamento amargo revestido de Amor do que um doce remédio infundido por egoísmo e medo de rejeição." - @leonardolourenco

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A Síndrome do Gênio da Lâmpada”