Aparecida - Edição 300 anos

Rodrigo Alvarez
Aparecida - Edição 300 anos é o livro mais completo sobre o maior símbolo da fé católica brasileira. Fruto de pesquisas realizadas no Brasil e no exterior pelo escritor e jornalista Rodrigo Alvarez. A obra teve mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil. Aparecida - Edição 300 anos, revista e ampliada, celebra portanto os três séculos do encontro da imagem da santa por pescadores nas águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717. Além de descrever personagens e fatos incríveis sobre a padroeira do Brasil, o livro reúne um vasto material iconográfico. Ricamente ilustrada, a obra descreve personagens curiosos: o padre que tirava a santa do altar às escondidas; o governador que cortava cabeças; a restauradora irritada; o frei que enfrentava corruptos. Além disso, revive personalidades marcantes, como a princesa Isabel, que lhe deu a coroa; o general Médici, que financiou uma peregrinação pelo país da ditadura; e os três últimos papas, João Paulo II, Bento XVI e Francisco, que fizeram questão de beijá-la. Por fim, a edição traz um prefácio do Pe. João Batista de Almeida, reitor do Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida. Você também poderá gostar dos outros títulos do autor:   Saiba mais

US$22.00

Aparecida – Edição 300 anos é o livro mais completo sobre o maior símbolo da fé católica brasileira. Fruto de pesquisas realizadas no Brasil e no exterior pelo escritor e jornalista Rodrigo Alvarez.

A obra teve mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil. Aparecida – Edição 300 anos, revista e ampliada, celebra portanto os três séculos do encontro da imagem da santa por pescadores nas águas do Rio Paraíba do Sul, em 1717. Além de descrever personagens e fatos incríveis sobre a padroeira do Brasil, o livro reúne um vasto material iconográfico.

Ricamente ilustrada, a obra descreve personagens curiosos: o padre que tirava a santa do altar às escondidas; o governador que cortava cabeças; a restauradora irritada; o frei que enfrentava corruptos. Além disso, revive personalidades marcantes, como a princesa Isabel, que lhe deu a coroa; o general Médici, que financiou uma peregrinação pelo país da ditadura; e os três últimos papas, João Paulo II, Bento XVI e Francisco, que fizeram questão de beijá-la.

Por fim, a edição traz um prefácio do Pe. João Batista de Almeida, reitor do Santuário Nacional de Nossa Senhora de Aparecida.

Você também poderá gostar dos outros títulos do autor:

 

Características

Autor: Rodrigo Alvarez
ISBN: 978-85-250-6433-2
Editora: Globo Livros
Ano de publicação: 2017
Capa: Brochura
Subtítulo: A biografia da santa que perdeu a cabeça, ficou negra, foi roubada, cobiçada pelos políticos e conquistou o Brasil
No de páginas: 248
Edição: Edição 300 anos
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 21.0 x 14.0

Mais sobre o livro

 
Leia um trecho do livro:
  Quando aquela imagem feia, miúda e quebrada apareceu na rede de três pescadores, em 1717, o Brasil estava longe de ser oBrasil. Ainda não se jogava futebol e, claro, nem se sonhava com seleção brasileira. Não existia samba nem sambódromo. O Brasil tinha suas araras e seus papagaios, mas ninguém poderia pensar que um dia seria o país do Carnaval. Não existia bandeira verde-amarela, não existia hino nacional, e ninguém se orgulhava da mulata. Um Cristo de concreto em tamanho gigante? Só duzentos anos depois. Quando Aparecida começou a ser cultuada numa capelinha na beira da estrada, a santa para quem os habitantes do Brasil costumavam pedir intercessões junto a Jesus Cristo era estrangeira, uma Maria da Conceição portuguesa que, aliás, tem tudo para reivindicar o posto de mãe de Aparecida. O Brasil começava a construir sua identidade e precisava de tudo, inclusive de uma santa. Mas, afinal, por que Aparecida?Por que uma santa de barro frágil, pequena e quebrada, sem nada do luxo de outras santas maiores, de madeira nobre e pintadas a ouro, por que a pobrezinha Aparecida conquistaria os corações do Brasil? A história dará muitas pistas.  

Sobre o autor:

Rodrigo Alvarez Um dos autores brasileiros mais lidos da atualidade, Rodrigo Alvarez lançou seu primeiro livro em 2009. Em No País de Obama lançado pela editora Nova Fronteira, o escritor descreve as impressões sobre os diferentes americanos que encontrou ao percorrer os Estados Unidos às vésperas da eleição do primeiro presidente negro do país mais rico e poderoso do mundo. Haiti, depois do inferno, foi lançado pela editora Globo em 2010, contando a tragédia de um dos terremotos mais devastadores do século XXI. Em 2014, Rodrigo Alvarez lançou Aparecida, a biografia da santa que perdeu a cabeça, ficou negra, foi roubada, cobiçada pelos políticos e conquistou o Brasil. O livro expõe personagens e fatos curiosos e inéditos sobre o maior símbolo da fé católica brasileira e da história do Brasil. Em 2018, pela LeYa, publicou Jesus - O Homem Mais Amado da História. O escritor e jornalista recorreu às fontes bibliográficas mais recentes (entre elas diversos manuscritos originais) e viajou pelos mesmos lugares percorridos por Jesus em seu tempo, trazendo uma biografia rica sobre a vida daquele que dividiu a história do mundo. Ainda em 2018, escreveu #MadalenaSemFiltro. Em 2019, pela editora Arqueiro, estreou na ficção com O primeiro imortal, um thriller ao mesmo tempo instigante e questionador que atravessa a história da humanidade. Livros publicados:
  • O Primeiro Imortal ( ficção – 2019 )
  • #MadalenaSemFiltro ( ficção – 2018 )
  • Jesus, o Homem mais Amado da História ( não-ficção – 2018 )
  • Milagres ( não-ficção – 2017 )
  • Humano Demais ( biografia – 2016 )
  • Maria ( não-ficção – 2015 )
  • Aparecida ( não-ficção – 2014 )
  • Haiti, Depois do Inferno ( não-ficção – 2011 )
  • No País de Obama ( não-ficção – 2010 )
Próximos livros:
  • Cristo (não-ficção – 2020 )
  • O Outro Eu (ficção – previsto para 2021 )

Livros em português | BuobooksLivros em português com frete grátis para mais de 100 países!

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Aparecida – Edição 300 anos”