O homem mais feliz da história

Augusto Cury
Augusto Cury é o autor mais lido da década no Brasil. O homem mais feliz da história é um romance protagonizado pelo psiquiatra Marco Polo, um pensador ateu e mundialmente reconhecido que ousa estudar a complexa mente de Jesus sob o ângulo da ciência. Em uma jornada surpreendente, ele procura desvendar os misteriosos códigos da felicidade ocultos no mais famoso discurso do Mestre dos Mestres: o Sermão da Montanha. Ao mesmo tempo que fica fascinado com suas descobertas, Marco Polo sofre uma perseguição implacável de forças ocultas que farão de tudo para silenciar sua voz. O homem mais feliz da história é a continuação da saga que começou com O homem mais inteligente da história, mas os livros podem ser lidos separadamente, sem nenhum prejuízo para o leitor.
Este livro só pode ser entregue na
Europa, Estados Unidos e Canadá.
Saiba mais

US$29.60

Em estoque

Augusto Cury é o autor mais lido da década no Brasil.

O homem mais feliz da história é um romance protagonizado pelo psiquiatra Marco Polo, um pensador ateu e mundialmente reconhecido que ousa estudar a complexa mente de Jesus sob o ângulo da ciência.

Em uma jornada surpreendente, ele procura desvendar os misteriosos códigos da felicidade ocultos no mais famoso discurso do Mestre dos Mestres: o Sermão da Montanha. Ao mesmo tempo que fica fascinado com suas descobertas, Marco Polo sofre uma perseguição implacável de forças ocultas que farão de tudo para silenciar sua voz.

O homem mais feliz da história é a continuação da saga que começou com O homem mais inteligente da história, mas os livros podem ser lidos separadamente, sem nenhum prejuízo para o leitor.

Este livro só pode ser entregue na
Europa, Estados Unidos e Canadá.

Características

Autor: Augusto Cury
ISBN: 978-85-431-0527-7
Editora: Editora Sextante
Ano de publicação: 2017
Capa: Brochura
No de páginas: 336
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 23.5 x 15.6

Mais sobre o livro

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “O homem mais feliz da história”