Aleijadinho

Carla Caruso
Nascido em Vila Velha, atual cidade de Ouro Preto, na época em que o Brasil ainda era colônia de Portugal, Antônio Francisco Lisboa, mulato, filho de uma escrava e de um famoso arquiteto português, viveu sua infância cercado pela escravidão, pelo gosto pela arquitetura e pelos santos que tanto observava nos oratórios da cidade. Este livro apresenta um pouco da infância de Aleijadinho, o maior expoente da arte colonial no Brasil que, ultrapassando as fronteiras brasileiras, é considerado o maior nome do Barroco americano, merecendo um lugar de destaque na História da Arte do Ocidente. Saiba mais

US$16.90

Nascido em Vila Velha, atual cidade de Ouro Preto, na época em que o Brasil ainda era colônia de Portugal, Antônio Francisco Lisboa, mulato, filho de uma escrava e de um famoso arquiteto português, viveu sua infância cercado pela escravidão, pelo gosto pela arquitetura e pelos santos que tanto observava nos oratórios da cidade. Este livro apresenta um pouco da infância de Aleijadinho, o maior expoente da arte colonial no Brasil que, ultrapassando as fronteiras brasileiras, é considerado o maior nome do Barroco americano, merecendo um lugar de destaque na História da Arte do Ocidente.

Características

Autor: Carla Caruso
ISBN: 978-85-7416-445-8
Editora: Callis
Ano de publicação: 2010
Capa: Brochura
Subtítulo: Crianças Famosas
No de páginas: 24
Língua: Português
Dimensões: 21.6 x 21.6

Mais sobre o livro

Crianças Famosas A coleção Crianças Famosas conta como foi a infância de grandes compositores da música universal, pintores, escritores e inventores famosos, aproximando-os dos jovens leitores de hoje. Títulos da coleção: Aleijadinho Anita Malfatti Bach Beethoven Brahms Carlos Gomes Cartola Castro Alves Cecília Meireles Chiquinha Gonzaga Chopin Handel Haydn Jorge Amado Leonardo da Vinci Michelangelo Monteiro Lobato Mozart Picasso Portinari Santos-Dumont Schubert Schumann Tchaikovsky Toulouse-Lautrec Villa-Lobos Vinicius de Moraes Volpi

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Aleijadinho”