Gramáticas do Capitalismo

José Paulo Bandeira da Silveira
“Gramáticas do capitalismo” é um livro sobre o capitalismo mundial globalizado. Um problema que se coloca para o capitalismo atual é como ele deslocou o horizonte “ m do capitalismo” com a criação do capitalismo cyber e a revolução capitalista chinesa em processo. Um livro sobre a plurivocidade de gramática do capitalismo vai de fenômenos como o capitalismo corporativo mundial industrial, até às novas formas de capitalismo colonial, ao Banco no comando da economia ocidental, a desindustrialização da América Latina, o choque entre o ocidente industrial americano e a China capitalista industrial. Qual é o destino da Europa com o desenvolvimento capitalista deslocando seu centro industrial cyber para a geoeconomia dos Estados neomercantilistas asiáticos? Como pensar as relações entre o capitalismo mundial industrial cyber e a política em uma época de sintetização do capitalismo privado com o capitalismo público cybers. Moro no Rio de Janeiro. Uma questão que me a ige é da africanização das relações de dinheiro-símbolo social como produto da América Latina – se tornando uma periferia econômica abandonada pelo capitalismo globalizado desenvolvido. O leitor consegue imaginar a passagem de uma burguesia moderna latino-americana para uma burguesia tribal-africana? Eis alguns problemas que esse livro enfrenta.
*Este livro não poderá ser entregue em Portugal.
Saiba mais

16.25

“Gramáticas do capitalismo” é um livro sobre o capitalismo mundial globalizado. Um problema que se coloca para o capitalismo atual é como ele deslocou o horizonte “ m do capitalismo” com a criação do capitalismo cyber e a revolução capitalista chinesa em processo.

Um livro sobre a plurivocidade de gramática do capitalismo vai de fenômenos como o capitalismo corporativo mundial industrial, até às novas formas de capitalismo colonial, ao Banco no comando da economia ocidental, a desindustrialização da América Latina, o choque entre o ocidente industrial americano e a China capitalista industrial. Qual é o destino da Europa com o desenvolvimento capitalista deslocando seu centro industrial cyber para a geoeconomia dos Estados neomercantilistas asiáticos?

Como pensar as relações entre o capitalismo mundial industrial cyber e a política em uma época de sintetização do capitalismo privado com o capitalismo público cybers. Moro no Rio de Janeiro. Uma questão que me a ige é da africanização das relações de dinheiro-símbolo social como produto da América Latina – se tornando uma periferia econômica abandonada pelo capitalismo globalizado desenvolvido. O leitor consegue imaginar a passagem de uma burguesia moderna latino-americana para uma burguesia tribal-africana? Eis alguns problemas que esse livro enfrenta.

*Este livro não poderá ser entregue em Portugal.

Características

Autor: José Paulo Bandeira da Silveira
ISBN: 978-989-52-6061-4
Editora: Chiado Editora
Ano de publicação: 2019
Capa: Brochura
No de páginas: 210
Língua: Português
Dimensões: 24.4 x 17

Mais sobre o livro

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Gramáticas do Capitalismo”