Pastinha

José de Jesus Barreto
Era uma vez... um menino mulatinho, esperto e miúdo nascido no Pelô que, depois de muito brincar e brigar na rua, tornou-se o maior de todos os mestres da Capoeira Angola da Bahia. O nome desse menino virou lenda, mundo afora, mas a história de Mestre Pastinha é real e está contada, tintim por tintim neste livro, em letras e desenhos. Saiba mais

US$24.80

Era uma vez… um menino mulatinho, esperto e miúdo nascido no Pelô que, depois de muito brincar e brigar na rua, tornou-se o maior de todos os mestres da Capoeira Angola da Bahia. O nome desse menino virou lenda, mundo afora, mas a história de Mestre Pastinha é real e está contada, tintim por tintim neste livro, em letras e desenhos.

Características

Autor: José de Jesus Barreto
ISBN: 978-85-8905-944-2
Editora: Solisluna
Ano de publicação: 2011
Capa: Brochura
Subtítulo: O menino que virou Mestre de Capoeira
Língua: Português

Mais sobre o livro

José de Jesus Barreto Nascido em Salvador, José de Jesus Barreto vive de seus escritos desde 1970, quando começou no jornalismo impresso, jornais e revistas. Passou também por rádio, tevê e escreve livros. Pela Solisluna Editora , é autor dos textos da trilogia ‘Entre Amigos’ / Fundação Pierre Verger: “Carybé & Verger – Gente da Bahia”, “Carybé, Verger & Caymmi – Mar da Bahia” e “Carybé, Verger & Jorge – Obás da Bahia”. Pela mesma editora lançou “Candomblé da Bahia – Resistência e Identidade de um Povo de Fé” e “Cacimbo –Uma experiência em Angola”. Em parceria com o jornalista Otto Freitas, escreveu dois volumes da coleção ‘Gente da Bahia – Perfis’ da Assembléia Legislativa da Bahia; um sobre o pintor Carybé e o outro sobre Mestre Pastinha, o criador da Capoeira de Angola. Cau Gomez É natural de Belo Horizonte (MG) e atua na imprensa desde os 15 anos de idade. Estreou no Diário de Minas, em 1988 e é um dos artistas gráficos mais premiados da sua geração. Suas criações foram publicadas em O Estado de S. Paulo, Playboy, Jornal do Brasil, Veja, Courrier International (França), Bundas, Palavra, O Pasquim 21 e A Tarde, de cujo quadro faz parte desde 2001, dentre outras. Em seu currículo, mais de 50 prêmios nacionais e internacionais, além de inúmeras menções honrosas e participações como jurado no Brasil e exterior e em oficinas e palestras. Ele recebeu, no final de 2009, o título de Cidadão da Cidade do Salvador em reconhecimento pela sua atuação no jornalismo baiano. É coautor ilustrador do livro “Pastinha - O menino que virou mestre de capoeira” publicado pela Solisluna Editora.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Pastinha”