A história do futebol para quem tem pressa

Márcio Trevisan
A história do futebol para quem tem pressa conta de forma resumida uma história cujos primeiros registros datam de cerca de 2.500 anos atrás. O livro contextualiza cada fato importante ligado ao surgimento, ao desenvolvimento, enfim, à consolidação do futebol como o esporte mais popular do planeta – com ênfase no futebol nacional.

E ainda, importância de cada craque, seja dos campos ou dos bancos, a transformação de um simples jogo na maior paixão não só dos brasileiros, mas de bilhões de torcedores espalhados pelo mundo.

Esse foi o maior desafio, e a única forma de superá-lo seria usar o poder de síntese sem menosprezar detalhes. Utilizar uma linguagem direta sem comprometer a compreensão, explicar a presença daquele atleta ou treinador em detrimento da ausência daquele outro jogador ou técnico. Sem esquecer que a preferência por este ou aquele, seja ele qual for, é uma questão subjetiva, muitas vezes de pura paixão clubista.

Uma das mais conhecidas frases do mundo da bola diz que, no futebol, a velocidade é essencial, mas a pressa... totalmente dispensável.

De fato: para que o jogo flua a contento de quem o pratica e, principalmente, de quem o assiste, é fundamental que a bola role, que seja plena a dinâmica, mas importantíssimo que ela não se confunda com afobação – se isso se der, a jogada não deu.

Apesar do título, este A história do futebol para quem tem pressa deve ser lido... sem pressa. É que somente dessa forma se conhecerão exatamente o poder e o significado de um grito de GOOOOOL!!

Saiba mais

US$20.30

A história do futebol para quem tem pressa conta de forma resumida uma história cujos primeiros registros datam de cerca de 2.500 anos atrás. O livro contextualiza cada fato importante ligado ao surgimento, ao desenvolvimento, enfim, à consolidação do futebol como o esporte mais popular do planeta – com ênfase no futebol nacional.

E ainda, importância de cada craque, seja dos campos ou dos bancos, a transformação de um simples jogo na maior paixão não só dos brasileiros, mas de bilhões de torcedores espalhados pelo mundo.

Esse foi o maior desafio, e a única forma de superá-lo seria usar o poder de síntese sem menosprezar detalhes. Utilizar uma linguagem direta sem comprometer a compreensão, explicar a presença daquele atleta ou treinador em detrimento da ausência daquele outro jogador ou técnico. Sem esquecer que a preferência por este ou aquele, seja ele qual for, é uma questão subjetiva, muitas vezes de pura paixão clubista.

Uma das mais conhecidas frases do mundo da bola diz que, no futebol, a velocidade é essencial, mas a pressa… totalmente dispensável.

De fato: para que o jogo flua a contento de quem o pratica e, principalmente, de quem o assiste, é fundamental que a bola role, que seja plena a dinâmica, mas importantíssimo que ela não se confunda com afobação – se isso se der, a jogada não deu.

Apesar do título, este A história do futebol para quem tem pressa deve ser lido… sem pressa. É que somente dessa forma se conhecerão exatamente o poder e o significado de um grito de GOOOOOL!!

Características

Autor: Márcio Trevisan
ISBN: 978-85-5889-088-5
Editora: Valentina
Ano de publicação: 2019
Capa: Brochura
No de páginas: 200
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 21.0 x 14.0

Mais sobre o livro

Sobre o autor:

Márcio Trevisan é jornalista esportivo há mais de três décadas e ficou 12 anos no extinto jornal A Gazeta Esportiva, local onde começou a carreira. Ainda foi assessor de imprensa do Palmeiras e do Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo (SAFESP). Ele também escreveu As glórias de um campeão, Por que o futebol paulista cresceu (com Lucas Netto e Arnaldo Branco Filho), Arbitragem paulista – mais de um século de história e Mário Travaglini – da academia à democracia (com Helvio Borelli). Desde 2006, atua como apresentador, mestre de cerimônias e celebrante. No período, participou de mais de 450 eventos.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A história do futebol para quem tem pressa”