Alma: o passado e o futuro daquilo que nos faz humanos

Rodrigo Alvarez

Autor best-seller com mais de um milhão de exemplares vendidos

Desde a apresentação, “Alma: o passado e o futuro daquilo que nos faz humanos”, nova obra de Rodrigo Alvarez, deixa claro que esta será uma “viagem sem destino certo e, provavelmente, sem volta”, afinal, pensar sobre a própria existência não tem sido uma tarefa simples para a humanidade. A bordo do que o autor define como livro-nave, viajamos com ele, tentando compreender nossa essência, esse indecifrável sopro de vida que habita nosso corpo.
Saiba mais

US$20.88

Autor best-seller com mais de um milhão de exemplares vendidos

Desde a apresentação, “Alma: o passado e o futuro daquilo que nos faz humanos”, nova obra de Rodrigo Alvarez, deixa claro que esta será uma “viagem sem destino certo e, provavelmente, sem volta”, afinal, pensar sobre a própria existência não tem sido uma tarefa simples para a humanidade. A bordo do que o autor define como livro-nave, viajamos com ele, tentando compreender nossa essência, esse indecifrável sopro de vida que habita nosso corpo.

Características

Autor: Rodrigo Alvarez
ISBN: 978-65-5837-062-8
Editora: Agir
Ano de publicação: 2021
Capa: Brochura
Subtítulo: O passado e o futuro daquilo que nos faz humanos
No de páginas: 224
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 23.4 x 15.6

Mais sobre o livro

Eis que lhe apareceu nas mãos este livro. E veio com a proposta desafiadora de falar sobre algo que só diz respeito a você, algo que há muito tempo mexe com sua imaginação. O título provocativo e a imagem instigante na capa fizeram você achá-lo suficientemente interessante para abri-lo, e você está descobrindo que o escritor que outrora falou da história de Cristo, e escreveu também sobre a interessantíssima obsessão humana pela imortalidade, pretende lhe tirar o sono tratando de algo tão intrigante como o passado e o futuro da alma. Sei bem como é... Quando este dia começou você não fazia ideia de que tomaria esses rumos! E agora lhe apareceu a indecorosa proposta de largar tudo e sair da órbita terrena por um tempo indeterminado para viajar pelas profundezas da sua existência. Mais que isso! Dentro de poucas páginas, você vai conhecer algumas ideias fascinantes sobre o que pode acontecer com as almas humanas nos próximos anos, séculos ou milênios (pois é bem possível que você ainda esteja por aí). Entendo... Você ainda se pergunta por que deveria deixar de ler um novo romance daquela autora britânica, ou adiar o começo daquela série de tevê, deixar momentaneamente tudo o que lhe é conhecido para embarcar numa viagem que promete ser transformadora, mas nem sempre confortável. Pois é. A verdade, cara leitora, caro leitor... a verdade é que estou lhe pro- pondo uma viagem sem destino certo e, provavelmente, sem volta. É para entender melhor aquilo que somos (e nem sabíamos) ou aquilo que pensamos que somos, e também para repensar um monte de coisas que pensa- mos e ouvimos ao longo da história humana. Enquanto isso, no entanto, se outro alguém lhe aparecer de maneira muito eloquente, com explicações incontestáveis sobre as minúcias da alma, ou da mente (pois essas ideias às vezes se confundem), se lhe prometer soluções incrivelmente fáceis ou disser que sabe o que será de você no dia em que seu corpo decidir descansar... vá tomar um cafezinho, um chá de camomila, talvez. Mas... Respire fundo. E deixe que sua alma perceba por si só que está diante de mais uma tentativa de explicar um dos maiores mistérios do universo, só comparável à própria existência do espaço que nos abriga, e seu infinito tão magicamente incompreensível. Ah, sim, falaremos sobre a busca pela eternidade. Falaremos sobre como as novas tecnologias podem alterar nossa existência. Sobre a certeza de que nossa mente se conectará com as máquinas. Os planos para encarnar em androides (quando você poderá deixar de ser você). Transmissão de pensamento. Fantasmas. Transplantes de cérebro. Múmias. Corpos artificiais. Espíritos. Implantes. E também sobre como uma nova geração de profetas pretende conquistar nossas consciências. Falaremos sobre o tempo em que nossas almas tinham asas e voavam com os deuses, sobre a expectativa por um encontro divino, sobre a tentativa de criar seres inteligentes a partir de barro, matéria humana ou, mais recentemente, com circuitos eletrônicos tão pequenos que quase não os podemos ver.
Budas elétricos... Cérebros sintéticos... E também robôs superiores a nós. São todos bem-vindos neste livro-nave. Pois, ainda que a ficção tenha levado nossa imaginação aos céus, desde que um dos nossos antepassados enterrou pela primeira vez uma pessoa morta, preocupado com sua vida após a morte... desde então, até mesmo as explicações mais espirituais e profundas sobre a alma são inconclusivas. E mesmo a existência de uma alma como entidade independente e autônoma (sem qualquer compromisso com o corpo que a carrega) é uma questão cada vez mais debatida, objeto de inúmeros experimentos científicos e discussões filosóficas. Pois a dúvida é a origem do conhecimento, e faz alguns séculos que uma parte respeitável dos homens e das mulheres que produzem ciência vem afirmando que nossa existência é apenas, ou necessariamente, matéria. Mais que isso: tem quem diga que só fazemos sentido enquanto estamos vestindo este corpo. E isso não quer dizer que você não tenha uma alma. É aí que surge outro ponto que você vai perceber ao longo da nossa jornada: dependendo do contexto, será mais adequado usarmos palavras como essência, espírito, consciência, mente e algumas outras que eventual- mente surgirem como candidatas para definir aquilo que há muito tempo os filósofos resolveram chamar de alma, do grego anima: aquilo que se movimenta dentro de nós, e nos dá movimento. Para que nossa compreensão seja a mais ampla possível, transitaremos despudoradamente por muitas formas de conhecimento: da filosofia à neurociência, da arqueologia à psicologia, da religião à biogenética. Portanto, prepare seu espírito! Ilumine bem estas páginas...
E, se possível, acenda também as luzes mais bonitas da sua alma, pois a nossa viagem promete ser feita de mistérios, encantos e espantos. É recomendável que você, leitora ou leitor, tire os sapatos e encontre uma posição confortável na poltrona, que não perturbe o fluxo instintivo em seu intestino e permita também um acesso facilitado ao repositório de memórias que está em seu coração. Não deixe que algo, especialmente o celular impaciente, atrapalhe sua alma enquanto ela reflete sobre sua própria existência. Nossa jornada à Alma está quase começando. E se você quiser torná-la ainda mais profunda, instigante, recompensadora, contagiante, divertida e enriquecedora, tomo a liberdade de sugerir que abra sua mente. Ainda não estou sugerindo uma cirurgia de implante de chip, não é isso: proponho uma abertura craniana apenas no campo das ideias, para que você possa voar ainda mais leve por esse universo desconhecido. Prepare-se, pois seus olhos verão muitas luzes intensas que poderão clarear sua compreensão ou ofuscar sua visão e, de um jeito ou de outro, fazer com que você reconsidere alguns pensamentos antigos. Você poderá... ou, melhor dizendo, todos nós poderemos fazer pequenas mudanças de trajeto, revisitando o passado para que faça mais sentido voltar ao futuro. Seja muito bem-vinda se você estiver num corpo feminino, seja mui- to bem-vindo se a forma com que você se apresenta a este mundo for um corpo masculino, o importante é que sua alma agora está pronta para conhecer sua história e seu próprio futuro.
 
     
        Rodrigo Alvarez   Rodrigo Alvarez É autor de outros dez livros, sempre com enorme interesse por aquilo que nos faz humanos. Entre os trabalhos anteriores, está uma série que trata da vida de Jesus Cristo e uma ficção sobre imortalidade, O Primeiro Imortal. Em mais de duas décadas como correspondente da TV Globo, o escritor e jornalista percorreu dezenas de países e viveu experiên-cias que o levaram a um profundo questionamento existencial, como o terremoto do Haiti, os funerais de Nelson Mandela, a formação de tornados nos Estados Unidos e diversos experimentos científicos destinados a compreender ou expandir as funções do cérebro humano. Alma: o passado e o futuro daquilo que nos faz humanos é uma reflexão franca e aberta sobre o que entendemos como a nossa essência — algo que ninguém jamais conseguiu explicar por completo.
 
Livros publicados:
  • O Primeiro Imortal ( ficção – 2019 )
  • #MadalenaSemFiltro ( ficção – 2018 )
  • Jesus, o Homem mais Amado da História ( não-ficção – 2018 )
  • Milagres ( não-ficção – 2017 )
  • Humano Demais ( biografia – 2016 )
  • Maria ( não-ficção – 2015 )
  • Aparecida ( não-ficção – 2014 )
  • Haiti, Depois do Inferno ( não-ficção – 2011 )
  • No País de Obama ( não-ficção – 2010 )
  • Cristo (2020)

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Alma: o passado e o futuro daquilo que nos faz humanos”