A história do cinema para quem tem pressa

Celso Sabadin
A história do cinema para quem tem pressa se propõe a contar uma das maiores sagas do século 20 (e deste início do 21) para quem precisa apertar o passo ou está apertado de tempo. E quem não está?

Em 200 páginas, contextualizado cada momento histórico, e com linguagem clara e acessível, Celso Sabadin traça um panorama do cinema. Assim, o autor aborda arte que há mais de um século revoluciona nossa maneira de ver a vida. Desde a época em que seus inventores nem sabiam direito o que fazer com ele, até os dias de hoje, quando movimenta bilhões de dólares pelos cinco continentes.

A obra passeia com desenvoltura pelos principais “ismos” cinematográficos do mundo – Impressionismo, Expressionismo, Surrealismo, Realismo, Neorrealismo etc. Além disso, conta como nasceu Hollywood, o que aconteceu quando o cinema falado surgiu, por que os alemães inventaram o filme de terror. E ainda por que os detetives do cinema usam capa e chapéu, como as duas guerras mundiais mudaram os filmes, por que o cinema francês é tão papo-cabeça e como a chegada da televisão mudou tudo. Por fim, explica o que é um blockbuster, onde entra o Brasil nessa história toda, e muitos outras curiosidades sobre a Sétima Arte.

A história do cinema para quem tem pressa só não explica por que somos tão apaixonados pela telona e pelo escurinho. Para isso, seria necessário outro livro. Aí sim, sem pressa.

Saiba mais

US$20.30

A história do cinema para quem tem pressa se propõe a contar uma das maiores sagas do século 20 (e deste início do 21) para quem precisa apertar o passo ou está apertado de tempo. E quem não está?

Em 200 páginas, contextualizado cada momento histórico, e com linguagem clara e acessível, Celso Sabadin traça um panorama do cinema. Assim, o autor aborda arte que há mais de um século revoluciona nossa maneira de ver a vida. Desde a época em que seus inventores nem sabiam direito o que fazer com ele, até os dias de hoje, quando movimenta bilhões de dólares pelos cinco continentes.

A obra passeia com desenvoltura pelos principais “ismos” cinematográficos do mundo – Impressionismo, Expressionismo, Surrealismo, Realismo, Neorrealismo etc. Além disso, conta como nasceu Hollywood, o que aconteceu quando o cinema falado surgiu, por que os alemães inventaram o filme de terror. E ainda por que os detetives do cinema usam capa e chapéu, como as duas guerras mundiais mudaram os filmes, por que o cinema francês é tão papo-cabeça e como a chegada da televisão mudou tudo. Por fim, explica o que é um blockbuster, onde entra o Brasil nessa história toda, e muitos outras curiosidades sobre a Sétima Arte.

A história do cinema para quem tem pressa só não explica por que somos tão apaixonados pela telona e pelo escurinho. Para isso, seria necessário outro livro. Aí sim, sem pressa.

Características

Autor: Celso Sabadin
ISBN: 978-85-5889-066-3
Editora: Valentina
Ano de publicação: 2018
Capa: Brochura
Subtítulo: Dos irmãos Lumière ao século 21 em 200 páginas
No de páginas: 200
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 21.0 x 14.0

Mais sobre o livro

Sobre o autor:

Celso Sabadin é publicitário graduado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing e jornalista pela Fundação Cásper Líbero. Especializou-se em jornalismo cinematográfico a partir de 1979. Foi crítico de cinema em diversos veículos, entre eles Folha da TardeJornal do Vídeo, cadernos de vídeo dos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo, além das revistas CláudiaVídeo MercadoVídeo BusinessÍris FotoVídeo NewsClasse News e Ver Vídeo. Produziu e apresentou programas sobre trilhas sonoras de cinema nas rádios USP, Brasil 2000 e 89FM.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “A história do cinema para quem tem pressa”