Cartas da humanidade

Marcio Borges
Cartas da humanidade mostra que o ser humano, mais que qualquer outro animal, é marcado por uma grande necessidade de comunicação. Por isso sempre produziu, desde suas primeiras pegadas na Terra, documentos de declaração a outras pessoas, em circunstâncias históricas diferentes e sob as mais diferentes pressões. Essas declarações, ainda que nascessem de uma necessidade circunstancial e provisória, devido à passagem do tempo passaram a ter importância histórica. E não só para arqueólogos, mas também para estudiosos do comportamento humano.

Seja em caracteres cuneiformes, pergaminhos, papéis diversos ou e-mails, a humanidade vem trocando cartas e deixando suas mensagens. Dos mais remotos desertos antigos às mais povoadas metrópoles contemporâneas. Organizado por Marcio Borges, Cartas da humanidade é uma compilação impressionante desses documentos.

Passam por religiões, artes, ciências, romances célebres, declarações de grandes reis e estadistas prenúncios de golpes de estado e guerras e outras tantas curiosidades. O livro vai de Zaratustra, em documento do livro sagrado do Zoroatrismo de 6.000 A.C, até uma Carta Aberta ao Povo de Illinois, escrita por Barack Obama em 2008. Há ainda documentos de nomes como Einstein, Orson Welles, Marilyn Monroe, Che Guevara, Lenin, Fernando Pessoa, Getúlio Vargas, Jânio Quadros e Juscelino Kubitschek, entre muitos outros.

Enfim, um livro precioso para quem ama guardar documentos que sempre terão ressonância no interior de cada um de nós.  
Saiba mais

US$45.00

Cartas da humanidade mostra que o ser humano, mais que qualquer outro animal, é marcado por uma grande necessidade de comunicação. Por isso sempre produziu, desde suas primeiras pegadas na Terra, documentos de declaração a outras pessoas, em circunstâncias históricas diferentes e sob as mais diferentes pressões. Essas declarações, ainda que nascessem de uma necessidade circunstancial e provisória, devido à passagem do tempo passaram a ter importância histórica. E não só para arqueólogos, mas também para estudiosos do comportamento humano.

Seja em caracteres cuneiformes, pergaminhos, papéis diversos ou e-mails, a humanidade vem trocando cartas e deixando suas mensagens. Dos mais remotos desertos antigos às mais povoadas metrópoles contemporâneas. Organizado por Marcio Borges, Cartas da humanidade é uma compilação impressionante desses documentos.

Passam por religiões, artes, ciências, romances célebres, declarações de grandes reis e estadistas prenúncios de golpes de estado e guerras e outras tantas curiosidades. O livro vai de Zaratustra, em documento do livro sagrado do Zoroatrismo de 6.000 A.C, até uma Carta Aberta ao Povo de Illinois, escrita por Barack Obama em 2008. Há ainda documentos de nomes como Einstein, Orson Welles, Marilyn Monroe, Che Guevara, Lenin, Fernando Pessoa, Getúlio Vargas, Jânio Quadros e Juscelino Kubitschek, entre muitos outros.

Enfim, um livro precioso para quem ama guardar documentos que sempre terão ressonância no interior de cada um de nós.

 

Características

Autor: Marcio Borges
ISBN: 978-85-8130-215-7
Editora: Geração Editorial
Ano de publicação: 2014
Capa: Brochura
Subtítulo: Civilização escrita à mão
No de páginas: 466
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 24.4 x 17.0

Mais sobre o livro

Sobre o autor:

Márcio Borges foi parceiro inicial de Milton Nascimento e um dos fundadores do célebre Clube da Esquina, cuja história contou em Os sonhos não envelhecem – Histórias do Clube da Esquina, também lançado pela Geração Editorial. Ele também publicou, pela Geração, a novela juvenil Os sete falcões, narrando uma aventura mitológica. Compondo e escrevendo, ele vive em Visconde de Mauá, estado do Rio.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Cartas da humanidade”