Como os pobres podem salvar o capitalismo

John Hope Bryant
Criado em South Central, região de Los Angeles assolada pela pobreza e infestada de gangues, Bryant viu por si mesmo como as instituições norte-americanas abandonaram os pobres. Ele explica em detalhes como os empréstimos de negócios, o crédito imobiliário e os investimentos financeiros sumiram de suas comunidades. Depois de décadas de privação, os pobres carecem de conta bancária, de pontuação de crédito decente e de qualquer experiência pessoal sobre como funciona um sistema saudável de livre iniciativa. Bryant redefine radicalmente o significado de pobreza e riqueza (não é apenas uma questão de finanças; é também uma questão de valores). Ele expõe por que as tentativas de ajudar os pobres não atingiram resultados até agora e oferece um caminho a ser seguido: o Plano HOPE, uma série de medidas diretas e exequíveis para construir o letramento financeiro e expandir as oportunidades, de modo que os pobres possam aderir à classe média. Um total de 70% da economia norte-americana é impulsionada pelos gastos do consumidor, mas cada vez mais pessoas ficam sem dinheiro bem antes do fim do mês. John Hope Bryant aspira “expandir a filosofia da livre iniciativa para incluir todos os filhos de Deus” e criar uma economia pujante que funcione não apenas para 1%, nem mesmo para 99%, mas para os 100%. Essa é uma abordagem de livre iniciativa para resolver o problema da pobreza e promover uma nova América. Saiba mais

18.06

Criado em South Central, região de Los Angeles assolada pela pobreza e infestada de gangues, Bryant viu por si mesmo como as instituições norte-americanas abandonaram os pobres. Ele explica em detalhes como os empréstimos de negócios, o crédito imobiliário e os investimentos financeiros sumiram de suas comunidades. Depois de décadas de privação, os pobres carecem de conta bancária, de pontuação de crédito decente e de qualquer experiência pessoal sobre como funciona um sistema saudável de livre iniciativa.
Bryant redefine radicalmente o significado de pobreza e riqueza (não é apenas uma questão de finanças; é também uma questão de valores). Ele expõe por que as tentativas de ajudar os pobres não atingiram resultados até agora e oferece um caminho a ser seguido: o Plano HOPE, uma série de medidas diretas e exequíveis para construir o letramento financeiro e expandir as oportunidades, de modo que os pobres possam aderir à classe média.
Um total de 70% da economia norte-americana é impulsionada pelos gastos do consumidor, mas cada vez mais pessoas ficam sem dinheiro bem antes do fim do mês. John Hope Bryant aspira “expandir a filosofia da livre iniciativa para incluir todos os filhos de Deus” e criar uma economia pujante que funcione não apenas para 1%, nem mesmo para 99%, mas para os 100%. Essa é uma abordagem de livre iniciativa para resolver o problema da pobreza e promover uma nova América.

Características

Autor: John Hope Bryant
ISBN: 978-85-68014-18-9
Editora: Citadel Editora
Ano de publicação: 2016
Capa: Brochura
Subtítulo: Reconstruindo o caminho para a classe média
No de páginas: 168
Língua: por

Mais sobre o livro

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Como os pobres podem salvar o capitalismo”