Confissões de um Turista Profissional

Kiko Nogueira
Quem gosta de viajar, e viaja mesmo (isto é, não faz turismo pra inglês ver), sente uma vontade danada de falar a verdade sobre os lugares que visitou.Coisas como: vale a pena todo aquele trabalho no Louvre para não ver a Monalisa? Existe algum lugar mais insalubre do que uma barraca de praia no Nordeste? Ou ainda: por que o Brasil precisa de mais uma obra de Oscar Niemeyer, o veterano arquiteto que deixa um rastro de concreto aonde quer que vá?Mas falar essas coisas é, no mínimo, tornar-se um chato. Pois Jota Pinto Fernandes, alter ego de Kiko Nogueira, é o chato que vive em cada viajante.Corajoso e desbocado o suficiente para dizer o que as agências e seu amigo que acabou de chegar de Nova York nunca falarão. Saiba mais

$19.30

Quem gosta de viajar, e viaja mesmo (isto é, não faz turismo pra inglês ver), sente uma vontade danada de falar a verdade sobre os lugares que visitou.Coisas como: vale a pena todo aquele trabalho no Louvre para não ver a Monalisa? Existe algum lugar mais insalubre do que uma barraca de praia no Nordeste? Ou ainda: por que o Brasil precisa de mais uma obra de Oscar Niemeyer, o veterano arquiteto que deixa um rastro de concreto aonde quer que vá?Mas falar essas coisas é, no mínimo, tornar-se um chato. Pois Jota Pinto Fernandes, alter ego de Kiko Nogueira, é o chato que vive em cada viajante.Corajoso e desbocado o suficiente para dizer o que as agências e seu amigo que acabou de chegar de Nova York nunca falarão.

Características

Autor: Kiko Nogueira
ISBN: 978-85-6321-943-5
Editora: Novo Conceito
Ano de publicação: 2011
Capa: Brochura
No de páginas: 94
Língua: Português (Brasil)
Dimensões: 20.3 x 13.3

Mais sobre o livro

Sobre o Autor Kiko Nogueira é jornalista, filho e irmão de jornalistas. Nasceu em São Paulo. Foi repórter e editor da revista Veja São Paulo. Atuou como diretor de redação da revista Viagem e Turismo, do Guia Quatro Rodas e do portal Viajeaqui, da Editora Abril. Atualmente dirige a revista ALFA. Tem dois filhos, Davi e Antônio, que andam sempre com o passaporte em dia. Seu alterego é o mineiro de profissão, Jota Pinto Fernandes. Fumante. Hetero-sexual, com uma escorregada em Paris, nos anos 1970. Ex-militante da organização terrorista Var-Palmares. Fundador, com Carlinhos de Jesus, da Academia de Dança Acadêmicos da Profilaxia. Reúne 253 destinos e alguns desatino carimbados em seu passaporte. Casado em quintas núpcias com uma prima bem mais nova.

Livros em português | BuobooksLivro em português com frete grátis para mais de 100 países!

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Confissões de um Turista Profissional”