Palavras na Lavra

Victor Hugo Mendes

Victor Hugo Mendes, é natural de Malanje, nasceu a 4 de novembro de 1982.
Filho de Pai camionista e Mãe escrituraria, viveu todo conflito armado em Malanje na rua Tomás Vieira da Cruz no bairro da Maxinde até 2002.
Determinado e convicto desde novo, foi sempre muito dado ao seu avô paterno de seu nome João Mendes, com quem desenvolveu a sua capacidade de polivalente em tudo que se dedica.
Jornalista, apresentador de televisão e autor d´O meu livro de pensamentos, Victor Hugo Mendes, começou o seu trabalho aos 14 anos de idade em Malanje.
De vendedor de limões e outros frutos do pomar do seu avó, a mecânico de bicicletas é um homem cheio de perguntas.
A carreira bem sucedida e exemplar por ter chegado aonde chegou por mérito, conta com a passagem pela Rádio Ecclesia – Emissora católica de Angola, Rádio Luanda e uma colaboração na Rádio Namibia 99.0 enquanto estudante de Inglês naquele país. Chegou a frequentar o quarto ano do Curso de Comunicação Social na Universidade Privada de Angola.
Em 2009 convidado por Ana Maurício, foi trabalhar como apresentador no Canal 2 da TPA e entre 2011 e 2014 foi apresentador do programa Janela aberta no Canal 1 da TPA.
Experiente em trabalhos internacionais com a Bélgica, Holanda, Namíbia, África do Sul e Inglaterra.

Victor Hugo Mendes, é porta voz da Livegum, Liga da Velha Guarda de Malanje, uma associação filantrópica que há 25 anos desenvolve um trabalho respeitado e aplaudido pelas autoridades da província.
Por amar a leitura, foi o único apresentador de televisão que sugeria diariamente um livro no seu programa em directo e por força desse hábito de ler e convidar a ler, mesmo sem dar rendimentos quase nenhuns, criou em Março de 13 a VHM Livraria em Viana.
A sua frase mais conhecida e muito usada na televisão é: quem lê um livro nunca mais é a mesma pessoa!

Saiba mais
(1 avaliação de cliente)

$21.20

Victor Hugo Mendes, é natural de Malanje, nasceu a 4 de novembro de 1982.
Filho de Pai camionista e Mãe escrituraria, viveu todo conflito armado em Malanje na rua Tomás Vieira da Cruz no bairro da Maxinde até 2002.
Determinado e convicto desde novo, foi sempre muito dado ao seu avô paterno de seu nome João Mendes, com quem desenvolveu a sua capacidade de polivalente em tudo que se dedica.
Jornalista, apresentador de televisão e autor d´O meu livro de pensamentos, Victor Hugo Mendes, começou o seu trabalho aos 14 anos de idade em Malanje.
De vendedor de limões e outros frutos do pomar do seu avó, a mecânico de bicicletas é um homem cheio de perguntas.
A carreira bem sucedida e exemplar por ter chegado aonde chegou por mérito, conta com a passagem pela Rádio Ecclesia – Emissora católica de Angola, Rádio Luanda e uma colaboração na Rádio Namibia 99.0 enquanto estudante de Inglês naquele país. Chegou a frequentar o quarto ano do Curso de Comunicação Social na Universidade Privada de Angola.
Em 2009 convidado por Ana Maurício, foi trabalhar como apresentador no Canal 2 da TPA e entre 2011 e 2014 foi apresentador do programa Janela aberta no Canal 1 da TPA.
Experiente em trabalhos internacionais com a Bélgica, Holanda, Namíbia, África do Sul e Inglaterra.

Victor Hugo Mendes, é porta voz da Livegum, Liga da Velha Guarda de Malanje, uma associação filantrópica que há 25 anos desenvolve um trabalho respeitado e aplaudido pelas autoridades da província.
Por amar a leitura, foi o único apresentador de televisão que sugeria diariamente um livro no seu programa em directo e por força desse hábito de ler e convidar a ler, mesmo sem dar rendimentos quase nenhuns, criou em Março de 13 a VHM Livraria em Viana.
A sua frase mais conhecida e muito usada na televisão é: quem lê um livro nunca mais é a mesma pessoa!

Características

Autor: Victor Hugo Mendes
ISBN: 978-98-9577-440-1
Ano de publicação: 2020
Capa: Brochura
Subtítulo: O Livro Para os que Não Gostam de Ler
No de páginas: 108
Língua: Português (Angola)
Dimensões: 15.2 x 10.2

Mais sobre o livro

Na vida estar inspirado e motivado é das melhores coisas que podem acontecer.
Você não precisa viver e aceitar ser comparado com outros. Seja único e faça sempre a diferença pela positiva. Também segui muitas referências e desenhei para mim, em função da minha realidade social, o perfil que fosse o melhor. Aceitei o desafio de motivar e inspirar a juventude. Os jovens são o meu foco. Eu acredito na vontade dos jovens vencerem os desafios e terem sucesso. A palavra impossível faz uma grande confusão. Apenas desejo e opções para se vencer.

1 avaliação para Palavras na Lavra

  1. dsfbetal8

    Ainda não li, mas vindo deste Senhor, só deve ser material duro e rico em conhecimentos….

Adicionar uma avaliação